segunda-feira, 30 de maio de 2011

Ditados, Provérbios e Sabedoria Popular em geral #2


"Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço, Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,Faz o que eu digo. Não faças o que eu faço,"

NOTA: Estou em processo de interiorização. Pode ser que repetido até à exaustão funcione. É que lá discurso tenho eu e até parece que resulta para uns. Então porcarraio é que não o faço funcionar comigo?

Finalmente descobri exactamente o que preciso

Isto de uma pessoa saber exectamente o que gostava, o que queria...não é para todos! Aliás, tenho para mim que isso é coisa para variar assim tipo o kwanza - diariamente.
No entanto, há algo que, entre muitas outras coisas, preciso mesmo e essa sim tenho a certeza que me ia fazer mesmo muuuuuuuiiiiito feliz!!!
Se houver por aí alguém capaz e com vontade de me fazer feliz por 25 dias...já sabe o que fazer.
Se acharem que 25 dias de felicidade é muito, também aceito 21 dias de felicidade20 dias de felicidade16 dias de felicidade, 11 dias de felicidade e até mesmo 9 dias de felicidade.

NOTA: 2 dias no parque de campismo de Costa da Caparica, num hotel em Albufeira, Quarteira ou Vilamoura não são aceites como opção válida para fazer-me feliz, ok?

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Pronto, pronto "avozinho"...respira!

"Vá pequenote, sossegue lá o pardaleco que esta aqui não é para o seu bico! Olhe que ainda lhe dá para aí uma apoplexia, que você já não vai para novo!"

Acho que já todos percebemos que ele gosta delas assim para o moreninhas. Ao menos folgo em saber que não é um preconceituoso racista [afinal é mesmo só nojento] uma vez que a escolha não passa pela posição social. É assim mesmo, desde a empregada de quarto à mulher do Presidente dos EUA, é sempre a andar!

Eu gosto de arriscar...

...e brincar com a sorte! Uma aventureira, portanto.
Só isso justifica que, num dia como o de hoje, sem consultar as previsões meteorológicas ou mesmo sem levar em conta os avisos dos mais informados, tenha resolvido envergar um simples e singelo vestidinho e uma sandálias. Casaco? Isso é para os mais precavidos e menos afoitos!
Cheira-me que hoje alguém vai chegar a casa com frio e a pingar...

As cartas não mentem jamais!

E se as cartas não mentem, muito menos mente uma senhora com um CV tão notável, abrangente e credível como esta, chamemos-lhe (já que Eunice Ferrari é muito mau)...visionária! Basta olhar para a foto dela que imediatamente nos salta à vista que ela não é nada mais, nada menos que uma guru dos astros e adivinhação.
Se há alguém com poderes de clarividência, será sem dúvida esta alma astrológica capaz de prever tão bem o meu futuro próximo (é que a semana já está a acabar e só agora li esta pérola. É bom que se despache!!!)
Sim, eu sei que estas coisas astrais não fazem muito o meu género, mas tenho para mim que não há como não acreditar em alguém chamado Eunice Ferrari que, para além de um nome fabuloso é uma mulher dos 7 ofícios. Se ela fosse só psicoterapeuta, astróloga, consultora, coordenadora de cursos e professora ainda vá, mas sendo ela também oculista...só me resta mesmo acreditar!!!

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Sou tão boazinha...

O Sócrates, o FMI, a Troika e todos os que comem do mesmo tacho os seus amigos acabaram hoje de roubar ganhar umas fabulosas férias num fantástico destino à escolha.
Vá gente, deixem-se lá de agradecimentos que não é caso para tal. Eu sou mesmo assim, uma "mãos largas" do caraças!
Agora vejam lá não o estoirem invistam mal.
Sou tão generosa que até estou agoniada...

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Ditados, Proverbios e Sabedoria Popular em geral #1

"Guardadinho está o bocado para quem o há-de comer"

Nem mais! Ele há coisas que se encontram ali, mesmo ao virar da esquina, mais perto do que julgamos, à nossa espera.
Podemos até ter andado à procura no sítio errado, mas a vida (às vezes são mais os amigos) lá se encarrega de pôr no nosso caminho o que a nós nos pertence (ou pelo menos quase tudo).
Confesso que há dias em que penso que tenho mesmo o rabo virado para a Lua e esta...uii, estava mesmo ali à minha espera!
Mais uma vez na minha vida: it's time to change (e desta vez com elevador!!!)

quinta-feira, 19 de maio de 2011

A ter em conta quando se procura casa

As novas leis do arrendamento já se fazem sentir com novos requisitos para os inquilinos.
Tenho para mim que lá no fundo, vai-se a ver e há mão do Sócrates nisto.



Que o país está de tanga ainda vá, mas pedirem calções para alugar uma casa?! E rendas??? Já me soa a fetiche!

terça-feira, 17 de maio de 2011

Coisas que me dão um prazer assim a atirar para o mórbido

É ver gente armada em esperta, com a mania que é perfeitamente entendida no que julga ser os seus direitos, armada ao pingarelho do alto da sua estupidez inteligência, a quem afinal o tiro até sai pela culatra.
Temos pena...

Se há coisa que me chateia...

...são as pessoas que começam algo, mas que depois não conseguem manter o nível!
Jogar sob pressão, definitivamente não é para todos.

Pedir não custa...

...e o não está sempre garantido, mas oh gente, há limites!
Bem sei que cada um pede o que quer e que os outros só dão o que lhes apetece, mas convém que haja algum decoro nos pedidos. Só assim para isto não virar um bordel ou a Tasca da Coxa.
Sim, também é verdade que quem tem vergonha passa fome, mas pedir assim à bruta, sem lógica, dó nem piedade...é dose!
Tenho para mim que às vezes mais vale pedir as coisas com alguma parcimónia e realmente receber alguma coisa, do que não ter pudor algum no que a pedidos diz respeito e levar...raspas!
Bem sei que a crise chega a todos [ou quase] e que a culpa não é vossa, mas sim do Sócrates, do FMI, da Troika e lá no fundo no fundo, em última instância até podem culpar o Boda, mas façam lá vocês também um esforço para não se juntarem ao grupo. É que assim isto não vai para a frente, ok?
Se o meu apelo não resultar...resta-me juntar-me ao grupo dos pedinchas descarados e olha...diz que para mim pode ser um pónei.

domingo, 15 de maio de 2011

[A minha] Época Estival...

...encontra-se oficialmente aberta!
Eu sei que para uns quanto afortunados, os dias de sol e mar já chegaram há uns tempos, mas eu não era uma felizarda desse grupo. Hoje sim inaugurei-me [e à grande] nas andanças do sol, do mar e da areia.
Abençoados sejam os dias de sol e o dolce fare niente estendida na areia a torrar a pele entre banhos de mar.
Hoje foi o dia em que corajosamente [sim, tenho de confessar que foi preciso alguma coragem] me enfiei dentro do bikini, em que enfiei o Calvin nos calções de banho [acto muito menos corajoso uma vez que ele tem uma forma física invejável] e parti ao estilo Peste e Sida, com óculos escuros da Ray-Ban e o cantante a partir, para o sol da melhor praia da região de Lisboa.


Já não sei se é por uma questão de hábito ou tradição, mas há 3 gerações na família em que praia em Lisboa...é mesmo esta!

E foi o que fiz de melhor! Há muitos dias de verão que não são tão bons como este, o que me leva a concluir que as épocas que tenho iniciado nos últimos tempos têm começado da melhor maneira.
Que saudades de um mergulho no mar e de sentir o sol a aquecer-me a pele...
E como um dia excelente de praia não pode acabar de uma forma menos interessante, eis então que, para fugir ao trânsito dos veraneantes que como eu correram para o sol, resolvemos acabar o dia com uma jantarada com vista para o rio [hoje podia dar-me a esse luxo visto ter no porta-bagagens uma bola de Pilates e um aparelhómetro que promete trabalhar e tonificar tudo o que é músculo do meu corpo, acabadinhos de comprar].
E como o mundo é um bidé que anda à roda, volta e meia não vira, encontramos amigos por aí espalhados, sempre dispostos a juntarem-se a nós e a tornarem o nosso serão numa paródia de comida, conversa, imperiais, sangria, dinossauros e gargalhadas.
Que venham mais e muitos dias como este que é mesmo isso que eu gosto...e preciso.

Há dias porreiros...hoje foi um dia!!! =)

sábado, 14 de maio de 2011

Encontra-se oficialmente aberta...



...a época casamenteirofestiva do ano. e não podia ter começado melhor!
Antes de mais vou dar mais uma vez os parabéns aos noivos P. & C. e desejar que a vidinha de casados seja uma festa tão grande e tão boa como o casamento que fizeram.
Os casamentos são por norma festas onde se pode ver de tudo e onde há sempre histórias e personagens dignas de registo, mas este...este foi o auge!
Não só o tempo ajudou [o que seu imenso jeito tendo em conta que era um casamento com pé na areia] como estou profundamente convencida que houve um alinhamento cósmico poderosíssimo, capaz de transformar este casamento num episódio surreal, surpreendente e repleto de momentos que nem vou tentar relatar pois só para os presentes faz algum sentido...ou não!
O que é certo é que a vida dá muita volta e se para uns essa espécie de montanha-russa termina em enjoo, para outros...termina sempre em gargalhada, mas daquelas lá bem do fundo sabe-se lá de onde! E eu, como moça aventureira que sou, não fiz mais do que aproveitar ao máximo a viagem.
Deste casamento ficam muitas histórias para lembrar, muitas fotos [que esperamos que nunca sejam divulgadas numa qualquer rede social sob pena de chocarmos os mais sensíveis], muitas gargalhadas, daquelas que, do nada, só à conta de um flash nos fazem voltar a rir agarradas à barriga, mas acima de tudo ficam novas amigas [felizmente que a ressaca e a dor de cabeça resolveram não ficar e ir pregar para outra freguesia].
Realmente a vida é um lugar estranho e às vezes quem menos esperamos pode mesmo vir a fazer parte de nós e nessa coisa da amizade a física é conceito tremendo! Há sempre espaço para mais um, quando esse mais um vale a pena :)))
Que venham mais destes que a malta está cá é para isso mesmo!!!

Caixas, caixotes e caixotinhos...


E pronto, está prestes a começar mais uma saga das caixas de cartão.
A Linda de Suza tinha uma mala, mas a mim uma mala não me chega e como tal preciso de caixas...muitas. Aliás, cada vez mais.
A minha primeira mudança [há 6 mudanças atrás] fez-se com malas e o meu Fiat Uno GI Ana serviu perfeitamente para transportar tudo o que tinha para levar comigo no que seria o início de uma saga de mudanças a qual poderia até ser apelidada de "Em busca do ninho perfeito".
A partir daí a coisa foi-se complicando. As malas foram aumentando e a elas foram-se juntando caixas e mais caixas de cartão [confesso que houve alturas em que o saco de plástico de 100 L com atilhos serviu como meio de transporte, assim ao estilo de desespero]. E como à 3ª não foi de vez, eis que me encontro em pré estágio, não para a 4ª, mas para a 7ª mudança.
Cheira-me que começo a ficar uma expert no assunto e tais foram as técnicas que desenvolvi para o efeito que até começo a ponderar abrir uma PME dedicada à consultoria de mudanças do lar.
Prevê-se que o próximo mês e meio seja algo caótico, confuso, perdido e encaixotado, mas há que ter confiança e não desanimar já.
A última vez que empacotei a minha vidinha, cheguei a uma 6ª feira à noite [é de salientar que a casa tinha de estar vazia no Domingo] como se mudar-me fosse a última coisa que me estivesse a passar pela cabeça. Tudo estava no seu devido lugar com excepção de uma pequena caixa de livros.
O que é certo é que com a ajuda fabulosa da minha colónia de formigas [leia-se: família] e com a ramona dos pais do F., no Domingo à noite estava instalada, com a casa 50% operacional e espantem-se, ainda arranjei tempo para ir comprar mais tralhas ao IKEA.
Desta vez, e com mais umas quantas técnicas aperfeiçoadas, a coisa vai correr ainda melhor!
[calma mãe, juro que não vou tentar fazer tudo em 24h passando ainda pela Area, Moviflor, IKEA e Rei do Sofá :)].

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Aceitam-se...

...sugestões, dicas e conselhos. Quer dizer, calma lá com o entusiasmo e alto lá com o andor.
Aceitam-se sim, mas no que diz respeito a ideias para uma vestimenta para um casamento na praia este fim de semana.
Há que ter em conta os seguintes aspectos:
  • Estão completamente fora de questão bikinis, fatos de banho ou qualquer outra peça de roupa em lycra, poliester ou qualquer outro tecido/fibra existente cujo propósito seja ir à água;
  • O nudismo também não é opção;
  • Dá-se preferência a modelos que cubram as pernas visto estarmos em Maio e a minha cor estar algures entre o branco lula e o pálido fantasma;
  • O vestido de noiva não será, naturalmente, uma opção [apesar de ainda ter um a mofar em cima do roupeiro].
Se tiverem alguma ideia brilhante que queiram partilhar, a gerência agradece.
Nota: as sugestões/ideias deverão vir acompanhadas por um guia de lojas onde poderei encontrar os referidos artigos, de preferência a preços reduzidos.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

E se eu pedir com jeitinho?

Querida perna Direita,

Importas-te de me deixar mexer a Esquerda? Vá lá...é só um bocadinho. Eu juro que não vou demorar muito, mas tem mesmo de ser...
Não que tenha alguma coisa contra momentos de moleza, ronha ou pura preguiça, nem tão pouco contra serões esparramadas no sofá a embrutecer em fente à TV, nada disso, mas assim não vai mesmo dar!!!
Se continuas nessa dormência e pior, se contigo arrastas a Esquerda e os manos Braços, algo me diz que a coisa não vai correr bem.
Já não me bastava o primo Cérebro ter ido de férias para parte incerta, agora vocês!
Só as manas catatuas [xôdona Boca e Vontade de Comer] é que não arredam pé aqui de casa, as penetras.
Bem sei que somos malta fina, com estilo e status, mas olha que uns dias em fada do lar mode também não matam ninguém. Vá lá, toca a dinamizar que parar é morrer!!!