sexta-feira, 29 de novembro de 2013

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Então vamos lá começar...parte II

Pois que este ano a árvore vai ser feita às prestações. Podia dizer que é a crise ou que é a constipação com que estou que me impedem de a fazer de uma assentada, mas não. A culpa de hoje não ficar com uma árvore de Natal feita é dos chineses e da neve que eles vendem. Não é que a tal neve seja má ou de qualidade duvidosa. Ela é tão boa e tão real que, tal como a verdadeira, derrete.
E depois venham cá dizer que está frio e o diabo...balelas!

Então vamos lá começar...

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Já que é para pedir...

Andaram a perguntar-me o que queria eu para os meus anos. Ora bem, a paz no mundo, uns botins pretos e dourados (rasos, que isto uma pessoa já não vai para nova e gosta é de conforto), o fim da fome em África, umas férias num destino à minha escolha, umas Ugg cor de rosa (se viessem as cinzentas também não ficava triste), umas B&O 8002, o anel da CK que ando a namorar, um molho com, no mínimo, 33 balões lisos e coloridos cheios com hélio e vá, se pudesse ser, o euromilhões para comprar tudo aquilo que eventualmente não me dessem nos anos, era tudo muito bem recebido por mim no meu dia.
Acontece que depois achamos que aos 33 já devíamos ter um gosto mais requintado, ser mais sofisticadas e que os presentes deviam reflectir isso e serem consentâneos com essa nossa condição e status.
Assim sendo, se ainda estão indecisos sobre o que me podem ofertar no meu dia de anos,  aqui fica a sugestão

Nota: para ser mesmo em condições é favor servir ambos na cama.
Muito agradecida.

sábado, 23 de novembro de 2013

6? Já?!

Faz hoje seis anos que dormi a minha última noite na qualidade de Anita só Anita. No máximo Anita, filha de...
Nessa altura queixava-me eu que a minha barriga de 9 meses já não me deixava dormir bem, pelo menos, há 6 e desejava que ela se esfumasse para poder ter outra vez uma noite de sono como devia ser. Ahhh, quando deixares de ter essa barriga nunca mais vais ter uma noite descansada na vida - dizia a minha mãe - mesmo quando estão bem, os filhos são uma preocupação para a vida!
Hoje continuo a ser a Anita, mas já não sou só Anita, nem só Anita filha ou irmã de..., muito menos sou Anita só... ganhei também o título de Mãe e às vezes é esse o único nome que tenho - Mãe do...de ti!
E apesar disso de nunca mais haver uma noite descansada ser a mais pura verdade, continuo a trocar as noites que tinha descansada por aquelas que tenho ao teu lado.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

O CR7 até pode ser o comandante

...mas eu sou mais brigadeiros.
É tudo uma questão de patentes

Oh happy day!

Eu sabia que o glorioso dia havia de chegar. Tardou, é certo, mas há quem diga que o que tarda é ainda melhor por isso estou contente na mesma. Melhor foi certamente, mas acho que não foi O melhor e que ainda há espaço para melhorar. Bom, mas como estava a dizer, o dia em que o meu filho ia apreciar os meus dotes culinários, o dia em que o meu filho ia apelidar o meu jantar com palavras tais como "o melhor do mundo" e "o meu favorito" aconteceu e foi HOJE!
O que cozinhei eu capaz de arrancar semelhantes elogios ao catraio e destronar o pai dele do título de Rei do Tacho? Nada mais, nada menos do que uma fantástica, maravilhosa e apetitosa lasanha do Pingo Doce.
Avillez, Chef Silva, Olivier e companhia: vão buscar! Afinal quem é que domina isso da arte de programar o forno, quem é?

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Por falar em más campanhas publicitárias...

Os RP's do Lust não quiseram ficar atrás dos senhores da Pepsi e acharam que isto de ter más ideias e dar tiros nos pés é que é. Vai daí que tiveram uma ideia também ela genial para publicitarem as suas festas de arromba. Não, não usaram o CR7, nem o IKEA. Escolheram antes algo que, bem vistas as coisas, também está ligado ao mundo do futebol: "meninas".
Vivendo nós num tempo em que o conceito de simplex é palavra de ordem, porque não facilitar também isso do processo de engate nocturno?
É que isto do engate é coisa para dar muito trabalho, é uma grande canseira e já lá vai o tempo em as trocas de olhares, o mexer nos cabelos, os sorrisos subtis eram considerados trunfos. Agora a malta é moderna e não tem tempo a perder pelo que nada melhor do que o velho e conhecido código "verde - amarelo-vermelho" para facilitar a coisa.
Agora acho que os senhores do Lust esqueceram-se de contemplar uma cor importantíssima: o preto.
Vamos então assumir que as meninas que se vestirem de preto são viúvas. Ora, andandando elas em rambóias destas estirpe, haverá lá coisa melhor do que apanhar uma viúva alegre?
Senhores do Lust, a ideia dos Minions, apesar deles estarem na berra, foi má, mas pronto, à primeira todos caem. A ideia de afogar o ganso também foi triste (por favor não tentem a do "ajoelhou vai ter de rezar" que é pior ainda) e à segunda já não têm desculpas. Agora esta? Oh minha gente, à terceira só cai quem quer...ou é mesmo parvo!

Já agora, se mal pergunto, os shots de tequilla que vão oferecer são servidos em copos ou são daqueles, também eles modernos, embebidos em algodão?

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Não querendo distrair-vos disso do Cristiano Ronaldo ser o maior, de nunca mais beberem Pepsi...

..., de estarmos todos a caminho do Brasiu e de como agora já não vão comprar mobília ao IKEA e genial,  genial é a Moviflor, o Passos Coelho veio fazer-me uma visita.
Querem que lhe dê algum recado?

sábado, 16 de novembro de 2013

Trinta e três, diga lá outra vez

E eu como sou bem mandada digo: trinta e três.
E agora pergunto eu - o que é que se faz com esses anos todos? Muda-se tudo por completo? Fica-se na mesma pois, assim como assim, mais vale a m#rd@ que temos que já lhe conhecemos o cheiro? Começa-se a pintar o cabelo? Investe-se em botox? Ou continua-se a levar a coisa para a frente como até agora, sem lhes ligar muita importância passando-se, em dias bons, por uns quantos a menos?
Sendo esta a idade que dizem "ser de Cristo" o melhor é fazer tudo menos jogar pedras na cruz já que, aparentemente, devo ter salgado a Santa Ceia.
Daqui a uns dias vou certamente descobrir a resposta. Até lá vou só digerindo a coisa.

Palavras para quê?

Podia pôr-me aqui a dizer o quanto o meu dia foi surreal, inacreditável mesmo. Podia dizer que as pessoas andam maradas, que não há quem as compreenda e que farta de gente parva e incompetente estou eu. Podia dizer que anda tudo louco, que é tudo uma cambada de Joselitos sem noção, que quanto mais tento perceber os outros menos os percebo e quanto mais acho que tenho tudo sob controlo, mais descomandadas andam as coisas. Podia dizer que vou levantar a cabeça, empinar o nariz e que para a frente é que é caminho, mas a verdade é que ando marreca de tanto tempo que passo de rabo para o ar a apanhar o queixo que insiste em me cair tal é o espanto.
Podia dizer que bom, bom era chegar ao pé das pessoas e dizer tudo como os malucos, não ficar com nada entalado, escarrapachar-lhes com tudo na cara de tal forma a que não houvessem dúvidas nem perguntas por responder.
Depois penso que se calhar é só um dia mau e que dias maus passam, que amanhã é um dia novo, que tudo se compõe e que a noite pode ser ainda melhor. Da surrealidade não me livro, já percebi isso, mas se desse para me livrar da marreca e para manter o queixo no sítio sem cair já era tão bom...

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Os bilhetes para o Bruno Mars...

...deviam dar para comprar por partes, às músicas.
Eu comprava uma, duas no máximo. Aparecia lá, cantava um "oh yeah, yeah...", dizia que gostava de ser bilionária enquanto bebia uma jola, deixava o resto do mulherio a chorar baba e ranho com o resto das músicas mimimi e ia dançar para outro lado. E ficávamos todos felizes e contentes...

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Se há coisa que faço muito bem é ir do 8 ao 80 enquanto o diabo esfrega um olho

Se sexta-feira à noite mal disse a minha vida por ter resolvido ir beber um copo e ter passado o tempo todo a tropeçar em miúdas de 15 anos (mas com corpinho de 20 e cabeça de 10) e putos de 20 anos, no Sábado, enquanto dançava e saltava ao som dos DGang, tropecei numa bengala.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Outra vez a Margarida Rebelo Pinto? Qual é o espanto?

Antigamente nas escolas, quando as crianças se portavam mal, escreviam uma página inteira a dizer eu não volto a... para aprenderem. A MRP, mesmo depois de escrever 19 livros, claramente não aprendeu nada, nem a escrever.
Ora se ela não sabe sequer escrever um livro ao estilo da Sabrina e da Bianca, é assim tão espantoso que as suas críticas e opiniões sobre economia e política sejam também elas más?
Se ela dissesse alguma coisa de jeito é que eu me espantava.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Deve ter sido assim que surgiram muitos dos fashion blogues que para aí andam

Imaginem uma sopeira a atirar para o gótica que, em querendo parecer mais compostinha, roça a vendedora porta-a-porta de bíblias satânicas.
Agora imaginem uma saloia que insiste em chamar vintage ao velho e roupa com estilo aos trapos.
É mau, dirão vocês. Tão mau que dificilmente piora.
Pois que a vida ensinou-me que,  por muito baixo que estejamos,  há sempre mais um degrau até ao fundo do poço e vai daí que a sopeira soltou a fashionista que dentro dela sobrevive e toca de dar conselhos de bom gosto à saloia.
Foi nessa altura que percebi que tínhamos saltado do domínio do dantesco para aterrarmos de cabeça e aos trambolhões no ridículo.
Por momentos achei que aquilo ainda podia dar para rir, mas não...