segunda-feira, 25 de junho de 2012

Da geóloga que há hoje em mim


E a culpa desta minha distracção, desta minha vontade de não fazer nada não é do cansaço nem do calor...é do Adrian Duncan, esse grande guru da astrologia, que me recomendou não tomar nenhuma decisão hoje, sob pena de estar a ser precipitada ou de andar iludida.
Se isto não é ser bem mandada, então eu não percebo nada disso de cumprir ordens!

sábado, 23 de junho de 2012

Today's Mood #36


Uma das coisas boas de estar fora é voltar. É sempre bom termos para onde e para quem voltar e eu tenho!
O pior é que à nossa espera não estão só as pessoas que amamos [desta vez tive direito ao Calvin no aeroporto com um cartaz gigante feito por ele a dizer "Mãe estou aqui. Benvinda à terra!" - priceless!!!], a nossa casa e as coisas que gostamos. À nossa espera estão também as coisas que nos preocupam, as coisas que tentamos esquecer, que tentamos fugir e aquelas que esperamos que, miraculosamente, desapareçam durante os dias que estivemos fora.
É pena. Isso não aconteceu e diz que estava tudo cá na mesma... 

sexta-feira, 22 de junho de 2012

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Do cruzeiro nos fiordes

................................................................................................................................................................
................................................................................................................................................................

Podia escrever tantas coisas, mas mesmo tantas...se o meu queixo não estivesse ainda caido, mesmo em cima do teclado do pc impedindo-me de escrever mais do que reticências.
Só visto. Palavras eram precisas mesmo muitas e novas!

Today's Mood #34

É algo que não consigo evitar, assim tipo coisa de criança em véspera de Natal, na noite antes do primeiro dia de praia ou no dia antes de fazer anos. Estou assim com aquele nervoso miudinho, com aquela sensação de excitação misturada com dores de barriga, tão somente por estar quase a fazer algo completamente novo, algo que acredito que me me vai deixar com a boca aberta, com os olhos esbugalhados e um sorriso tonto na cara.
Sim, é um facto, partilhado seria (um bocado) melhor, mas é preciso saber viver feliz com o que se tem. É isto que se leva desta vida. São os momentos inesperados, são as coisas únicas que vemos, são as oportunidades de conhecer, ver, cheirar, provar, tocar o mundo.
E se nem sempre tudo é perfeito, é verdade, o importante é conseguir espremer o que de especial há em cada situação e é por achar que até consigo fazer isso que hoje me sinto assim.
Se haverão mais dias muito felizes? Certamente que sim, mas o de hoje...de certeza que entra para o meu ranking dos Top20 :)

Sou uma maluca!!!

Bilhete para o cruzeiro nos fiorde: comprado!
(pena não poder partilhar isto contigo, mas...temos pena! I'm in!!!)

Ora porra que assim não há condições

Ora bem, por aqui são agora 1h10 da manhã e está lá fora um lusco fusco que não me deixa dormir sossegada.
Fecha as cortinas Anita - dizem vocês.
Pois, mas com com os black-outs, como é que acordo amanhã, hum? - digo eu.
Então dorme com elas abertas e cala-te que já é hora.
Pois, mas tendo em conta que o meu quarto, apesar de ser no 3º andar de um lado, do outro, curiosa e espantosamente do lado da minha janela, é na verdade uma cava alta, ou um r/c muito baixo, daqueles que fica ao nível do joelho de quem passa no passeio, estão a ver o filme... Eu cá sou open mind e desinibida, mas algo me diz que que se o fizesse, Stavanger nunca mais era a mesma!!!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

O que estou eu a fazer neste momento?

A escavar um buraco para me enfiar, naturalmente!
Mas Anita, é assim que tu dizes que procuras óleo?
Não. É assim que eu tento esconder-me quando, durante o coffe break, está toda a gente a falar de sotaques, a dizer que os escoceses, independentemente do sítio onde estão e com quem possam eventualmente trabalhar, falam como falam e não mudam um aí, e eu me saio com um "tal e qual como os franceses", desconhecendo por completo que havia um infiltrado.
Acho que acabei de fazer um amigo "avec"...para a vida!!!
Anita a espalhar magia desde 1980!

Bolas, e agora que presto atenção, não havia como não ter reparado no "Ziz ize verrrry imporrrrtant!".

terça-feira, 19 de junho de 2012

Today's Mood #33

Estou preocupada! E não, não escrevo isto aqui à espera de opiniões, bitaites, orientações, festas pelo pêlo, nem de nada. Escrevo isto porque sim, porque me apetece e porque estou assim a modos que a pensar alto (mais diz que isto de pensar só para mim ou falar comigo mesma num quarto de hotel pode roçar assim um bocado a demência...ainda mais!)
E o que me preocupa, perguntam vocês? Sim, não podem dizer de vossa justiça nem resolver-me estas questões do mais profundo que já se fez, mas podem fazer perguntas.
Preocupa-me o facto de me conseguir imaginar a viver em qualquer lado onde vá. Preocupa-me o facto de todo e qualquer lugar quase me parecer convidativo, de me parecer um bom sítio para começar uma nova vida.
Hoje dei por mim a olhar em volta, a falar com uma ex-colega de trabalho que se mudou para cá há 4 anos e a imaginar que sim, que aqui (também) era capaz de ser feliz. Aqui onde o frio aperta a sério. Aqui onde 3 meses por ano o sol se põe às 3 da tarde e outros tantos ainda está no alto à meia-noite. Aqui onde eu sempre disse que a falta de sol deixava as pessoas deprimidas e a pontos de se tornarem um serial killer. Aqui onde a gastronomia não faz as delícias de uma lontra da minha natureza. Aqui onde os homens são louros, pálidos e de olhos azuis, quando eu prefiro um moreno. Aqui onde as pessoas são mais fechadas e reservadas e eu seria do mais espalhafatoso que que já fez. Aqui, ali e acolá, atrás do sol posto, a km's do mar, naquilo a que chamam 3º mundo, na aldeia, nas montanhas, na praia...acho que já tanto me faz, com tanto que seja longe.
Algo me diz que a minha sede de mudança, que a minha ânsia de partir e de experimentar novas coisas, que a minha vontade de fugir sabe-se lá de quê e para onde, me está a deixar um bocado baralhada e a achar que a relva é sempre mais verde do outro lado.
Às tantas é o facto de ir para a cama à meia-noite quando lá fora parecem 20h, ou a quantidade de amendoins que tenho comido ou se calhar és mesmo tu que me deixam assim, em António Variações mode...

3 Geólogos e 1 Geofísica

Se acham que o titulo deste post tem alguma semelhança com um qualquer filme cujo nome é 3 Homens e 1 Bebé, não sustenham a respiração pois é pura coincidência.
Na verdade isto não é um filme (e em abono da verdade também não é lá muito um post), mas sim uma parte do grupo, assim aqueles que se aturam depois do trainning, aqui pelas terras do bacalhau.
Ora bem, neste grupo há um alemão, duas inglesas e uma portuguesa (vá, e por muito que até possa parecer, garanto-vos que isto também não é uma anedota daquelas em que o português é sempre o espertalhão).
A portuguesa e o alemão são e parecem mesmo geólogos - no dounts about it. A outra geóloga parece uma geofísica geeko-britânica enjoada.
Diz que a grupeta é algo, digamos peculiar, mas é oq ue se pode arranjar e as gargalhadas têm sido mais que muitas, pelo menos da parte do alemão, da portuguesa e da geofísica.
A outra geóloga? Bom essa coitada, depois de ontem ao jantar, que na verdade, tendo em conta que ainda nem eram 19h mais parecia um lanche, ter dito que se sentia corajosa e ter pedido um komle, nunca mais voltou a ser a mesma! A cara de enjoada intensificou-se, foi atacada pela mudez (às tantas ainda tem komle a enrolar-se-lhe na língua) e nesta altura deve estar no hotel a ter um ataque de nervos com as piadolas que os outros 3 não pararam de mandar, mas daquelas que todos foram às lágrimas menos ela. Vá, para não dizerem já que sou uma cabra maldita, que só sei gozar com as pessoas e que tenho de estar sempre a fazer chacota de alguém, vou assumir que foi o facto de ter os pés enregelados, (des)tapados apenas por umas sandálias estilo romano, que a deixaram não muda, não enjoada nem com mau feitío, mas sim tolhida pelo frio, que tal? Uma querida, é o que eu sou!
Bom, e aqui está a grupeta do end of day.
Amanhã a geofísica que parece uma geóloga vai jantar com uma amiga, a portuguesa vai com um paquistanês ver um lago sei lá onde, e o alemão vai juntar-se à portuguesa e ao paquistanês.
Cheira-me que a geóloga que mais parece geofísica, vai ficar no quarto de hotel em british mode: on, a chá e torradas, portanto.


Só para meter nojo e deixar-vos com água na boca (ou não...) aqui fica o Norwegian komle da desgraça!!!

I'm such a...

...sunny person!
Apesar de hoje ter acordado com ceu azul, os 10°C que estão lá fora, ao contrário da bifa da minha turma, não me permitem calçar sandálias. Mariquices minhas, portanto...

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Os Noruegueses são lixados e os Portugueses são f....

E eu cá sou uma portuguesa que, além de muitas outras coisas, tenho um problema grave com regras, com vícios e em especial com regras  associadas a vicíos .
Sim, eu sei que não se poder fumar nos quartos de hotel não é novidade nenhuma, mas sei também que apesar de lá estar o símbolo, também lá costuma estar um cinzeiro, assim como quem convida a prevaricar.
Como já se pode supor pelas declarações acima, o sinal de proibido foi ignorado pela minha pessoa e foi com grande prazer que ontem à noite, depois de horas de viagem e aeroportos, depois de desentendimentos entre a agência de viagens e o hotel e sem certeza de hoje ter um sítio para dormir que, após ter jantado 2 Pepsi's e um pacote de amendoins, me deleitei com o meu cigarro espojada na (mini) cama.
Ao que parece, hoje não posso fazer o mesmo! O moço da recepção não só me avisou como frisou e voltou a frisar que, se por algum motivo, nem que fosse num ataque de sonambolismo, eu voltasse a fumar no quarto seria multada em 1000 coroas norueguesas.
Bom, hoje resta-me ir esfumaçar respeitosamente para a esplanada do hotel, sob uns fabulosos 8ºC. Agora percebo o porquê de em vez de ter um cinzeiro no quarto tinha um guarda-chuva...

Toma lá para aprenderes

E depois de uns dias duros estendida ao sol que me fizeram ficar com uma cor próxima do aceitável, em que a decisão mais dificil que tive de tomar foi ir para a praia, para o jacuzzi, sauna, banho turco ou ficar, só e tão somente na espreguiçadeira da piscina ao sol, nada como acordar com 9°C para sentir que os musculos ainda se contraem!
...e enquanto escrevia isto na esplanada do hotel, de frente para o lago, o meu café virou refresco!!!

domingo, 17 de junho de 2012

Aceitam-se...

...encomendas de bacalhau durante a próxima semana.
Podia ser muito mais chic e fashion e essas coisas e dizer que ia ver o sol da meia-noite reflectido no mar do Norte, mas já sabem que sou do campo e que em Roma tendo a ser romana. Assim sendo, da terra do bacalhau vêm só umas postas e vá, talvez um rabo...

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Today's Mood #32


...e se à minha habitual voz de cana rachada sexy, quente e sedutora juntarmos o facto de estar com dores de garganta, ainda mais rouca e com uma tosse que me faz saltar os pulmões, mesmo os que não tenho, podem imaginar o espectáculo!
Show must go on e o que é preciso é atitude!

Quando julgas que estás mal...

...eis que chegas à conclusão que há sempre alguém pior!Neste caso em particular começo mesmo a achar se não será qualquer tipo de promessa, qualquer tipo de ritual macabro, pois parece-me quase impossível que alguém faça aquilo de vontade própria.
É que uma pessoa, vá, até se esforça para parecer ter bom ar, uma pessoa até se esmera, o máximo que o sono, a vontade e a vaidade permitem de manhã, para ter um ar giro e arranjadinho, cuidado, logo, ver alguém que todos os anos despende energia, dinheiro e tempo para ficar assim, parece surreal!
Pensava eu que o facto de ter adormecido me tinha feito chegar ao escritório em Lion King mode, quando dou de caras com com uma criatura que está algures entre o Lionel Richie e o Marco Paulo. E não, não foi um acidente capilar, não foi obra de uma charlatã que se fez passar por cabeleireira, foi uma opção tomada em inconsciência e que se repete TODOS os anos.
Hoje não vai ser all night long, mas sim all day long...a tentar não me rir da figurinha!!!

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Assim não dá!

Como, eu pergunto COMO é que se manda à fava alguém assim? Não se manda, é um facto. E se para mim isso já era evidente, mesmo nos dias em que a paciência não abunda, em que o mau feitío nos ataca e em que tudo nos parece pouco, sabendo eu que ouves a minha, a nossa, a tua música nas minhas B&O 8000 é ainda mais impossível!
Até nisso? Não podia ouvir música numas SONY, numa JVC, numas Pioneer, numa ONKYO, até mesmo numas Martin Logan, mas numas B&O? Nas MINHAS B&O?
Com esta é que eu não me conformo!

terça-feira, 5 de junho de 2012

C'est trop injuste...



É assim que me sinto hoje - um verdadeiro, triste, desolado, injustiçado Calimero!
E porquê? Porque tenho de estar fechada num escritório o qual foi pejado de autocolantes com frase de incentivo (!?) com sinais de menos e mais para práticas mais saudáveis e que visam a poupança e redução de gastos, assim a modos que a atirar para a lavagem cerebral, enquanto há gente que está refastelada na praia, de pernil esticado ao sol, a doirar a couraça!
Se isto não é uma valente e tremenda injustiça, então não eu não percebo nada disso das desigualdades....

(e poupem-me aqueles cujo pensamento pequenino os leva a dizer que bla, bla, bla...que tenho sorte em ter um trabalho, treca, treca, coitadinhos daqueles que foram para o desemprego e balelas afins porque esses não deviam estar a curar as mágoas na praia, mas sim à procura do que fazer pois não é para estarem refastelados na areia a oxigenar os pulmões que servem os subsídios!!!)

sexta-feira, 1 de junho de 2012