segunda-feira, 11 de julho de 2011

É nestas alturas que acho que falhei redondamente na profissão

Até ter posto os pés  naquele antro de chulice, achava-me uma pessoa com alguma sorte. Tive a oportunidade de estudar o que queria, de ter uma licenciatura e melhor ainda - arranjar emprego na área. Trabalho numa das maiores empresas nacionais e até pensava [é que sou mesmo estúpida] que apesar de estar abaixo da tabela mundial, no panorama cá da nossa tuga, recebia bem. Confesso que nunca fiz [nem me vou dar ao trabalho de o fazer agora] as contas para saber quanto é que isso representava à hora, mas isso agora também não interessa nada. Eu achava tudo isto até ter ido a um certo cabeleireiro.
Pois então não é que escolhi um sítio de luxo [só pode! eu penso assim , apesar do poster da Wella de 1996 pendurado na parede, para não me sentir tão mal], na qual operava uma chula manicure digna de tratar dos cascos de qualquer estrela de Hollywood?
0,50€ é quanto essa chula senhora leva por pintar, sim, só pintar uma unha de um pé! Tendo em conta que sou perfeitinha e tenho as 10 [tenho os dedos todos e não, não levei nenhum entalão que me fizesse saltar nenhuma fora] e que cada unha leva 2 de mão, perfaz [para quem não sabe ou não quer fazer contas] 10€! 10€ por 10 min de trabalho [e já estou a incluir o tempo de conversa da treta que pelos visto também se paga, que isto aqui não há simpatia à borla para ninguém].
Para pés que destilem odores estranhos [o que não é o caso], que tenham unhas com comprimento digno de entrar para o Guinness, para quem em vez de 10 tivesse mais umas quantas, eu ainda percebia o valor, mas as minhas pá?
Pois minha chula amiga, sabes quando é que aí ponho os meus pés outra vez? NUNCA! É que as minha unhas, para além de pintadas são unhas de fome!

1 comentário:

  1. Realmente:) ser manicura dá dinheiro:)
    http://atulipaazul.blogspot.com/

    ResponderEliminar